10 de fevereiro de 2009

RJ: Projeto Lixão Zero beneficiará quatro municípios

(Foto: Divulgação)


Moradores de Paracambi, Mendes, Paulo de Frontin e Japeri  não precisarão viver mais ao lado do lixão 

Paracambi

A lavadeira Maria de Lourdes, 53 anos, moradora no município há pelo menos 30 anos, é uma entre milhões de pessoas no Brasil que sofrem com os depósitos irregulares de lixo, os conhecidos lixões. E uma entre algumas milhares que poderão ser beneficiadas com a retirada do lixão das cidades de Paracambi, Japeri, Mendes e Paulo Frontin com a criação do aterro sanitário através do programa Lixão Zero.

 “Não tenho nem mais olfato, de tanto que isso cheira mal. Não posso deixar panela em cima da mesa por causa da quantidade de moscas, sem falar em ratos e baratas. Não tenho para onde ir, então tenho que aguentar isso”, reclama Maria de Lourdes.

O compromisso da retirada do lixão desta vez partiu da secretária estadual de Meio Ambiente, Marilene Ramos, após visitar o lixão de Paracambi juntamente com os prefeitos de Paracambi, Tarciso Pessoa, e de Mendes, Rogério Rientes, na última semana.

Para dar continuidade aos trabalhos, Marilene Ramos marcou uma reunião com os prefeitos dos quatro municípios beneficiados, sexta-feira, para acertar os detalhes do novo aterro sanitário. 

Marilene afirma que a cidade de Paracambi não tem mais condições de receber as 30 toneladas de lixo diárias, assim como acontecem nos outros municípios, em proporções diferenciadas. “Acredito que até o fim de 2009 as cidades já estarão livres dessa lixeira. Serão investidos pelo menos R$ 8 milhões do Fecam no projeto”, cita.

Segundo Leonor Dias, 43 anos, a decisão da secretária veio em boa hora. “Não temos mais condições de ficar com uma área 100% urbana com toneladas e toneladas de lixos diários. Paracambi precisa resolver essa situação urgentemente”, pede.

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Paracambi, empresário Gil Garritano, a necessidade dessa obra é emergencial. “Precisamos o mais rápido possível resolver essa questão. Aquela área onde hoje funciona o lixão pode muito bem se tornar uma extensão produtiva economicamente entre o Centro de Paracambi e o bairro Lages”, diz Garritano.

Segundo o prefeito Tarciso Pessoa, através de sua assessoria, sexta-feira estará na Secretaria de Meio Ambiente, juntamente com os outros prefeitos, para assinar o termo para o início das obras da construção do Aterro Sanitário que ficará entre os municípios de Paracambi e Japeri.

3 comentários:

Anne disse...

Legal esse projeto. Se todos pensassem em reciclagem nosso mundo seria totalmente diferente.

P.S - Arroz de forno: http://www.verdadesevariedades.blogspot.com

Deisi disse...

Oi flor, vim te convidar a conhecer meu blog, eu divulgo e faço sorteios na internet, dá uma olhadinha!

http://bahtrilegaltche.blogspot.com

Bjkas

milton toshiba disse...

A gente reclama, com razão aqui no Brasil, mas na Europa, eles do primeiro mundo não tem idéia como lidar com isso. em Nápoles a máfia pões crianças para separar o lixo e muitas morrem na hora, só de tocar.
Lixos hospitalares são misturados também

bj

Postar um comentário