3 de setembro de 2009

CSN deve reduzir risco em operações no Rio Paraíba


Foto: SOS Rios do Brasil

Volta Redonda

A secretaria estadual do Ambiente fechou, esta semana, acordo inédito com a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). A empresa apresentou uma proposta para reduzir o nível de risco de suas operações ao Rio Paraíba do Sul, responsável pelo abastecimento de 80% da população do Estado. Entre as medidas propostas está a análise da qualidade da água. As informações são da secretaria de Comunicação do Estado.

A CSN foi punida pela Secretaria Estadual do Ambiente, no mês passado, por dois acidentes ambientais em menos de três meses: o vazamento de produto oleoso que atingiu o Rio Paraíba do Sul e a emissão de poluição atmosférica. A CSN foi multada, ao todo, em R$ 5,6 milhões.

- É uma grande vitória, porque uma empresa historicamente distante buscou entendimento conosco. A qualidade da relação com a CSN mudou - disse a secretária Estadual do Ambiente, Marilene Ramos.

Além de multa, o Inea também determinou a realização de uma auditoria ambiental completa nas instalações da empresa, medição, em tempo real, da qualidade da água do rio e remoção de sedimentos contaminados de seu emissário de efluentes.

Em junho, a CSN também foi responsável por poluir o ar com lançamento de material particulado do alto forno 3, que atingiu o centro de Volta Redonda. Segundo técnicos do Inea que acompanharam o incidente, os poluentes liberados foram material particulado (carvão principalmente), CO e CO2.

2 comentários:

Cintia disse...

Providencial essa postagen, coisas que devem ser divulgadas!

Ganhei um selinho e estou dividindo com vc.

Lá no Preservblog
=]

Cintia disse...

http://preservblog.blogspot.com/

Postar um comentário